Em Chamas! - Top4 no CLM
12/02/2018 18:00 / 3,931 visualizações / 7 comentários

 

No meu último artigo eu falei um pouco sobre o UW Auras, deck que vinha sendo a sensação do Magic Online e de como eu estava até cogitando jogar com ele na final do CLM. Falei com amigos, perguntando a opinião deles e a resposta foi unânime: NÃO JOGUE COM ISSO.


A minha intuição estava falando mais alto, com a ajuda de alguns resultados animadores no Magic Online, porém, não era parâmetro para muita coisa. O deck podia até ser divertido, mas eu não queria me divertir. Queria ganhar. Então nada mais justo que jogar com algo que já era comprovadamente bom, com resultados realmente expressivos e o UW não tinha isso.
 

Mesmo jogando de Ramunap Red a um bom tempo e ter ganhado a vaga pra final com ele, não estava me sentindo muito confiável com a lista. Os bans afetaram bastante o deck, que agora tinha dois problemas que eram mitigados pelas cartas banidas: flood e ganho de vida. Além disso, o Esper/Abzan tokens estava aparecendo mais frequentemente de novo e a match é terrível, assim como a ascensão do Grixis Energy, que tinha muitos jeitos de contornar com as principais ameaças do deck, na forma de Whirler Virtuoso, Vraska's Contempt e Rekindling Phoenix além de finishers poderosos e difíceis de lidar, como The Scarab God e Torrential Gearhulk.


Com esses problemas em mente, comecei a cogitar jogar de Mardu Veículos, por ter um plano parecido com o do Mono Red, mas com opções mais variadas, principalmente no side, em formas de descarte, planeswalkers , além de Settle the Wreckage e Ixalan's Binding para lidar com as Hazorets alheias. Porém, tinha um problema: eu não tinha jogado uma partida sequer com esse deck. Isso faz uma grande diferença, principalmente em torneios muito longos: conhecer a fundo seu deck, os atalhos e estratégias possíveis para lidar com cada situação. E com o Mardu eu não tinha nada disso, então, nada mais óbvio que jogar com aquilo que mais me identifico: Mono Red.


Conversei com um amigo meu e ele disse pra eu jogar com a lista do Tristan Loeb, que ganhou o SCG Classic umas semanas atrás. O deck tinha algumas coisas que não me agradavam muito, como Invigorated Rampage, e Harsh Mentor no side, mas depois que entendi melhor a utilidade de cada carta, resolvi ceder. Peguei ela como base e fiz uma pequena alteração, tirei um Vance's Blasting Cannons e uma Pia Nalaar, para colocar duas Rekindling Phoenix. Com a lista em mãos, inscrevi as 75 abaixo:
 

Jogador

Lucas D Hervas

Visitas

5385

Código Fórum

[deck=797663]

 

Algumas explicações sobre a lista:

 

22 terrenos: É bem simples: sem Ramunap Ruins, o deck não pode se dar ao luxo de floodar. Você geralmente quer chegar no máximo no quinto land, do sexto em diante é melhor ter uma Hazoret resolvida ou Khenras no cemitério, ou então muito provavelmente você estará em apuros. É um risco que o deck corre para tornar suas compras melhores no early/late game.

 

Glorybringer: Estão lá justamente pra mitigar um pouco desse eventual flood e não prejudicam na fluência do deck, além de servirem como válvula de escape com o dano por cima. Muitos decks têm dificuldades de lidar com ele, principalmente matches terríveis como Tokens. Não me arrependo de usar, apesar de não ter feito diferença em nenhuma match.

 

Invigorated Rampage: O Boros Charm que o T2 merece. Ok, com as devidas proporções, Rampage faz um papel muito parecido:  20% da vida do cara que vai embora. Porém, existem situações onde ele pode dar até mais dano, distribuindo o efeito entre duas criaturas. Superou minhas expectativas e dificilmente tirarei da lista, mas é uma das primeiras cartas que saem quando seu oponente tem muitas remoções. Dependendo da match, pode deixar uma ou duas, justamente pra fazer a diferença junto com a Hazoret.

 

O torneio foi longo, 8 rodadas, então já peço desculpas de antemão por não lembrar os detalhes das matches. Mas falarei sobre algumas jogadas ou pontos que acredito serem importantes para o conhecimento sobre o deck. Também não me lembro dos nomes de todos os meus adversários, então se você algum deles, por favor, se manifeste aqui!

 

1ª rodada: Rafael Coqueiro (UR Dynavolt)

 

E quis o destino que eu enfrentasse meu antigo deck na primeira rodada. A match é favorável ao Mono Red, principalmente porque uma Hazoret resolvida da uma tremenda dor de cabeça para o oponente. E foi bem isso que aconteceu. Eu não fui com uma mão muito explosiva, ele anulou/matou os meus primeiros bichos. Mas consegui encaixar uma Hazoret, com uma segunda na mão caso a primeira não resolvesse.

 

Ele ainda atrasou bastante meu jogo, com dois Commit // Memory e tentou vir pra cima com um Gearhulk. Porém, ele não contava com uma terceira Hazoret, caindo no turno que a segunda levou o Commit. Ele achou um segundo Gearhulk dois turnos depois, mas a Hazoret já tinha conectado dano suficiente, me deixando na boa pra apenas descartar e minar sua vida aos poucos.

 

Side In: 

4 Harsh Mentor (contra Whirler Virtuoso/ Dynavolt Tower)
2 Rekindling Phoenix
2 Chandra, Torch of Defiance
1 Abrade

 

Side Out:

4 Invigorated Rampage
4 Shock
1 Lightning Strike

 

O segundo jogo não tem muito o que falar, ele deu uma zicada, achou counter quando precisava de removal, no momento que começou a desenvolver seu jogo, porém, já era tarde demais. Meu Bomat Courier tinha engolido ele em card advantage e uma Phoenix resolvida decretou minha vitória.

 

2ª rodada: UB Control

 

Tomei todas as remoções do mundo no G1 e ele resolveu um The Scarab God no quinto turno.  Simples assim, foi um atropelo. Não tem como ganhar desse jeito, ainda mais algumas remoções sendo Essence Extractions. 

 

Side In: 

2 Rekindling Phoenix
2 Chandra, Torch of Defiance
2 Aethersphere Harvester

 

Side Out:

4 Invigorated Rampage
2 Shock

 

No segundo jogo, parecia que seria um replay do primeiro, mas a diferença foi a Rekindling Phoenix que ele não tinha nenhum tipo de resposta e bateu nele até a morte. Não me lembro muito bem do terceiro jogo, mas foi um jogo bastante disputado, mesmo com ele travando na mana azul. Ele ainda tirou uma Chandra e uma Hazoret, porém, a Aethersphere Harvester fez toda a diferença batendo por cima.

 

3ª rodada: Pão/Loxodontes ( Mardu Veículos)

 

Quem conhece Heathstone com certeza já ouviu falar do Pão, onde é mais conhecido como Loxodontes. O cara joga demais, já ganhou sei lá quantos títulos e joga Magic tão bem quanto HS, então saberia que não seria nada fácil.

 

Os decks são muito parecidos no jeito de jogar, com o Mardu sendo melhores contra os outros decks e pior contra o Mono Red, por três motivos: mana, bloqueadores ruins e Hazoret. Criaturas como Scrapheap Scrounger, Bomat Courier e Toolcraft Exemplar não conseguem parar uma horda de Earthshaker Khenra, Ahn-Crop Crasher e Kari-Zev, Skyship Raider. A mana do Mardu muitas vezes atrapalha a fluência do seu jogo, enquanto que o Mono Red tem uma mana mais “limpa”, que permite jogar as suas mágicas no tempo certo. Além disso, esse problema de mana pode afetar as suas Hazorets, que não conseguem conectar no momento certo.

 

Os jogos foram tranquilos, como esperado. Minha Hazoret conectou antes no primeiro jogo e com a ajuda de 2 Invigorated Rampage, numa mesa vazia, não tem como sobreviver. No segundo jogo, Harsh Mentor brilhou contra as segadeiras dele, causando facilmente uns 8-10 pontos de dano. Enquanto as minhas batiam, as dele o puniam. Simples assim.


Side In: 

4 Harsh Mentor
2 Rekindling Phoenix
2 Aethersphere Harvester
2 Pia Nalaar

 

Side Out:

4 Invigorated Rampage
4 Ahn-Crop Crasher (apesar do Mardu não ter bloqueadores bons, os veículos bloqueiam bem, deixando o exert inútil)
2 Kari Zev, Incursora das Aeronaus

 

4ª rodada: Alessandro (UW GPG)

 

Na quarta rodada joguei contra o Alessandro, que acabou como um dos finalistas do torneio, inclusive perdendo apenas pra mim no suíço. O primeiro jogo parecia que seria um passeio pra mim, ele não fez muita coisa, mas fez o suficiente para “combar”. Inclusive no momento que tinha 4 cartas na mão, resolveu uma Gate to the Afterlife e depois em sequencia: Walking Ballista pra zero, descarta um bicho qualquer, fazendo o land do turno, ativando o portão e buscando o pai do Baneslayer Angel.

 

Nesse jogo eu talvez tenha errado em não respeitar a capacidade do UW de combar “do nada, podendo ficar com 3 manas de pé, para ativar minha Scavenger Grounds. Abri uma brecha para bater de Hazoret e fui combado na volta. Triste.

 

Side In:

4 Harsh Mentor
2 Rekindling Phoenix
1 Abrade

 

Side Out:

2 Hazoret the Fervent (tiro uma ou duas na maioria das vezes contra decks que usam branco e que podem ter Ixalan's Binding)
4 Ahn-Crop Crasher
1 Kari Zev, Incursora das Aeronaus

 

Não me lembro muito bem do segundo jogo, mas chegou num ponto onde ele tinha 5 pontos de vida e resolveu um Angel of Invention, fazendo servos, para poder segurar minhas criaturas, sendo uma delas um Bomat Courier. Bati com tudo, ele bloqueou uma criatura em cada, com o anjo no Bomat. Joguei uma Invigorated Rampage, dei +2/+0 pra dois bichos, passando exatos 5 pontos de trample e sacrificando o Bomat pra que ele não pudesse ganhar vida.

 

O terceiro jogo nem teve graça, ele muligou e abriu com Minister of Inquiries. Porém, optou por não ativá-lo durante os primeiros turnos e acabou não comprando nenhum terreno. Quando ele achou o segundo, já estava praticamente morto.

 

5ª rodada: Mardu Veículos

 

Vocês podem acompanhar os jogos na íntegra aqui a partir de 4h38m45s . O Ruda e o Helquer tiveram leituras bem parecidas com as minhas, inclusive no keep do segundo jogo. Foi uma decisão arriscada, mas o deck possui mais de 20 criaturas. Qualquer uma que eu comprasse ali, estava muito bem no jogo pra poder tripular as segadeiras.

 

Mesmo esse deck muligando bem, a quantidade de remoções na mão inicial poderia me beneficiar e segurar uma eventual god hand dele, além do que, em qualquer momento que eu comprasse a Hazoret, estaria muito bem no jogo. Infelizmente só comprei uma Khenra, quando ele tinha um Magma Spray certeiro como resposta. E no terceiro game, ele foi parecido com o meu segundo jogo: apenas veículos sem tripulantes, abrindo caminho pra que eu pudesse fechar o jogo rapidamente.

 

Nesse momento eu estava bastante confiante, até porque nunca tinha vencido jogando na stream. Faltava apenas uma vitória, pra dois Ids e lockar o top8.

 

6ª rodada: Jonatham (Grixis Energy)

 

No primeiro jogo eu cometi uma falha grotesca: tentei agredi-lo com meus Ahn-Crop Crasher, não deixando sua fênix e o The Scarab God bloquearem e deixando uma criatura para bloquear o deus, porém, tinha uma Earthshaker Khenra no cemitério e o resto vocês podem imaginar. Vale citar que se eu comprasse um terreno, conseguia bater 14 com a ajuda de 2 Invigorated Rampage, mas o “se” não joga e fui punido pelo meu erro.

 

Side In:

 

4 Harsh Mentor
2 Aethersphere Harvester
2 Rekindling Phoenix
1 Abrade

 

Side Out:

 

2 Invigorated Rampage (deixo dois para evitar eventuais bloqueios da Rekindling Phoenix e dos tópteros do Whirler Virtuoso)
4 Ahn-Crop Crasher (ruim contra Whirler Virtuoso e não é muito bom pagar 3 manas pra tomar um Magma Spray e perder um turno inteiro)
3 Shock

 

No segundo jogo eu não tive muitas chances, já que ele resolveu uma Phoenix cedo, que bloqueou minha Hazoret o quanto quis. Quando conseguiu resolver outra, alternando entre bloquear com uma atacar com outra, não tive o que fazer.

 

Primeira derrota, mas ainda tinha chances, só precisava de mais uma vitória. Porém, la veio a stream de novo..

 

7ª rodada: Alisson Abe (Esper Gifts)

 

Os jogos completos você pode ver aqui, a partir de 7h04m02s. A match é bem desfavorável, bem mais que o UW, até porque os bichos são bem mais relevantes, geram valor sozinho e o deck não depende tanto do “combo”. Além do The Scarab God, que faz toda a diferença.

 

Como se não bastasse a match ser ruim, ainda tive que mulligar, mas acho que fiz certo em keepar uma mão de um terreno. Eu tinha criaturas suficientes para por pressão nele, além de 2 Harsh Mentor, que poderiam tirar alguns bons pontos de vida, punindo Minister of Inquires, Walking Balista ou até mesmo The Scarab God. Duvidava muito que uma mão de 5 fosse melhor que aquela, porém nunca passei do primeiro land, e a derrota veio logo. O side foi:

 

Side In:

2 Rekindling Phoenix
2 Aethersphere Harvester
4 Harsh Mentor

 

Side Out:

4 Invigorated Rampage
2 Hazoret the Fervent
2 Kari Zev, Skyship Raider

 

Sairam os standings e eu estava em 10º, com N pessoas também com 15 pontos, porém eu tinha o melhor desempate. Era tudo ou nada.

 

8ª rodada: UB Midrange

 

Dessa rodada eu não lembro muita coisa, apenas que no segundo (ou terceiro?) game eu cometi alguns erros, mas mesmo assim ele não conseguiu lidar com todas as ameaças. Eu poderia ter assumido uma postura mais defensiva, protegendo a Chandra, mas preferi ser mais agressivo com a Aethersphere Harvester e usar a Chandra pra me dar mais CA, em vez de protegê-la. Mas acabei ganhando mesmo assim. Só me restava torcer pra ser o melhor entre DEZ pessoas com 15 pontos e graças a minha arrancada no começo, eu consegui! Ah, o side é o mesmo da match contra UB Control.

 

No top8, todos resolveram splitar e duas pessoas droparam, entre elas meu oponente. Tirei um tempo pra descansar e logo iria enfrentar o mesmo deck pela terceira vez no dia: Mardu Veículos.

 

TOP4: João (Mardu Veículos)

 

Sei que eu disse que acho a match contra Mardu é favorável, mas Magic é Magic meus caros amigos. Perdi de 2-1, em jogos justos e bem disputados, onde no terceiro jogo ele achou N remoções, inclusive uma Ixalan’s Binding pra Hazoret, e acabei perdendo pra Hazoret dele.

 

Ainda não foi dessa vez que me sagrei campeão, mas fiquei extremamente feliz com meu desempenho e o desempenho do deck. Mono Red ainda é muito forte, mesmo com o banimento do Rampaging Ferocidon e da Ramunap Ruins. Vou parando por aqui porque o artigo já ficou bastante longo, mas o jogo não para! Em Março começam as etapas para o CLM 11 e pretendo estar lá novamente e, quem sabe, dessa vez levar o troféu pra casa. Até a próxima!

 

 

 


Lucas de Almeida Hervás ( Giggs)
Lucas de Almeida Hervás, mais conhecido como "Giggs", começou a jogar Magic em 2007 no final do bloco de Décima Edição. Participa regularmente de PPTQs na sua região e até beliscou um TOP4 no WMCQ São Paulo de 2013. Hoje faz parte do time de escritores da Ligamagic.
LigaMagic App

ARTIGOS RELACIONADOS

Rakdos Control: O inimigo agora é outro

Seu posicionamento muda conforme o metagame.


Na Grande Final do CLM11: Affinity

Modern: Affinity, de Celso Antonio Godoy Junior.


Real Rogues! – U/R Magos, começou a bruxaria!

Fazendo magias no Standard.


Por Dentro do Bant Planeswalker

SuperFriends juntos novamente!


UW Embalm no Standard

Os zumbis e o valor.





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

Giggs (13/02/2018 12:47:01)

Valeu man! Com certeza daqui 6 meses estaremos lá de novo! Abração!

Giggs (13/02/2018 12:45:34)

Opa, acho que anotei seu nome errado então haha

Valeu man, foi um ótimo jogo e você também foi um grande adversário! Abraços!

Giggs (13/02/2018 12:43:55)

Você sempre me ajuda :***

Tirfing (13/02/2018 11:56:56)

Lucas, sempre que te vejo nas finais de CLM já sei que vem jogão! Que bom que você conseguiu o top8 denovo, infelizmente não foi dessa vez, mas daqui 6 meses te vejo lá denovo! hehehe

dxcoqueiro (13/02/2018 01:08:14)

Boa noite Lucas, fui seu primeiro adversario do CLM, acredito que voce errou ao escrever meu nome por causa do sobrenome, mas agradeco pelo match e incrivel experiência, voce foi um otimo adversario.
Abraço e sucesso

Daniel Coqueiro

The_Offspring (13/02/2018 00:57:03)

T2 sem hazoret nem scarab god? Nem joga

laemcasa (12/02/2018 18:37:07)

"Conversei com um amigo meu e ele disse pra eu jogar com a lista do Tristan Loeb, que ganhou o SCG Classic umas semanas atrás. O deck tinha algumas coisas que não me agradavam muito, como Invigorated Rampage, e Harsh Mentor no side, mas depois que entendi melhor a utilidade de cada carta, resolvi ceder. Peguei ela como base e fiz uma pequena alteração, tirei um Vance's Blasting Cannons e uma Pia Nalaar, para colocar duas Rekindling Phoenix. Com a lista em mãos, inscrevi as 75 abaixo:" Nunca citará que o VampireX que ajudou =(