Commander no CLM10
12/02/2018 15:00 / 8,340 visualizações / 9 comentários

 

 
Aloha, cremosos! Nos dias 3 e 4 de Fevereiro aconteceu o 10º CLM, com campeonatos Standard, Modern, Legacy e Commander, além de um Pauper paralelo que atraiu muitos players, o que vai fazer com que o formato seja incluído no próximo Circuito, de forma oficial.
 
Eu estou aqui para falar um pouquinho sobre como foi o campeonato de Commander, que rolou no domingo, e foi transmitido via Youtube para todos vocês. Vale lembrar que a lista de banidas é a da Wizards.
 
O Metagame do Commander foi diverso, mas fugiu pouquíssimo do esperado. Tivemos Partner control e Edgar Markov empatados em primeiro lugar (4 decks de cada), seguidos por Prossh, Skyraider of Kher e Leovold, Emissary of Trest (3 decks), Kess, Dissident Mage (2 decks), e vários outros generais aparecendo uma vez, entre eles Animar, Soul of Elements, Partner aggro, Breya, Moldadora de Etherium, Nissa, Vidente de Matavasta, Sidisis, Narset, Mestra Iluminada, Arahbo, Rugido do Mundo, Saskia, a Inabalavel, Maelstrom Wanderer, Tasigur, a Presa de Ouro, dentre outros, que você pode conferir aqui. Essa diversidade se repetiu no top8, sendo que o único general que apareceu duas vezes foi a Tymna the Weaver, em parceria com Thrasios, Triton Hero, e também com Bruse Tarl, Pastor Rustico, algo que é bastante saudável para o meta, provando que vários decks tem possibilidade de chegar entre os melhores, e não apenas a panelinha dos mais jogados (Edgar, Tasigur, Leovold, Atraxa, Breya, etc.)
 
Vamos dar uma olhada nos decks do top8, então, começando pela lista do grande vencedor, Vitor Sznifer, pilotando uma Titania, Protector of Argoth fortíssima!
 

Jogador

Vitor Sznifer

Visitas

16436

Código Fórum

[deck=797083]
Main deck (99 cartas)

42 terrenos

25 criaturas

32 outras mágicas

Sideboard (15 cartas)

1 criaturas

  • Menor Preço

    R$ 599,99

  • Preço Médio

    R$ 745,51

  • Maior Preço

    R$ 1.099,75

 

 
A lista do Vitor é bem clássica, mas ele apostou em algumas adições nas criaturas que achei bastante espertas. A mais fácil de identificar é Vidente do No do Pensamento, que funciona mais ou menos como uma Faccao Vendilion na lista, e a verdadeira vantagem aqui é conhecer a mão do oponente; além dele, o Vitor optou por não usar nenhum outro Eldrazi, sendo que é bastante comum alguns jogadores optarem por algum dos dois Ulamogs nessas listas, como forma de se livrar de algumas permanentes indesejáveis. Apesar de não ter feito falta nos matches do Vitor no top8, na minha opinião ficou faltando um Maze of Ith na lista.

 

Destaque aqui para os ganhadores de jogo: Tita Primordial, fazendo o Vitor voltar de um Armageddon; e Nevoas Constantes, que deu a segunda vitória para o Vitor na final. Vou destacar também o excelente uso de Atrio de Pedras Preciosas, prejudicando muito a Breya enfrentada no top4, fazendo com que o oponente precisasse mudar toda sua estratégia de jogo. Titania é uma general extremamente forte, e uma excelente escolha para o 1v1, por evitar qualquer tipo de zica de mana. Parabéns, Vitor!
 

Jogador

Emilio Carvalho

Visitas

11317

Código Fórum

[deck=796994]
Main deck (99 cartas)

37 terrenos

46 criaturas

16 outras mágicas

Sideboard (15 cartas)

1 criaturas

  • Menor Preço

    R$ 900,00

  • Preço Médio

    R$ 2.376,83

  • Maior Preço

    R$ 4.416,80

 

 
O segundo colocado, Emílio, optou por um Edgar Markov, general que, eu espero, esteja na mira da Wizards para ser banido em breve, devido sua rapidez e eficácia, fazendo 50% do deck ser um "2 pra 1". O Emílio jogou muito bem todos os jogos, fazendo turnos iniciais explosivos, e deixando pouquíssimas chances para seus oponentes. Minha ressalva vai para o primeiro jogo da final, no qual ele manteve uma mão extremamente lenta, e ficou empacado em duas manas por muito tempo, dificultando que seu jogo rodasse, apesar da base de mana muito bem construída, com old duals, fetches, etc. O Emilio pilotou uma lista bastante agressiva, com quase 50 criaturas, sendo a maioria (33) de CMC igual, ou menor, a dois, o que fazia com que ele desovasse a mão na mesa com rapidez sem igual. Minha grande ressalva para o deck é a falta de uma Arena Phyrexiana (ou similar), e também de um tutor preto, que poderia salvá-lo de algumas enrascadas.
 

Visitas

10734

Código Fórum

[deck=797602]
Main deck (99 cartas)

38 terrenos

4 criaturas

57 outras mágicas

Sideboard (15 cartas)

1 criaturas

  • Menor Preço

    R$ 1.200,00

  • Preço Médio

    R$ 8.571,92

  • Maior Preço

    R$ 19.479,05

 

 
O Guilherme escolheu pilotar uma Breya na final do CLM, e eu apostava que ele venceria o torneio com ela, pela consistência da lista. A base de mana dele estava impecável, pronta para combar com Pacto Maculado, e ele ainda tinha a sua disposição a mais fina nata das cartas de controle, entre elas Jace, o Escultor de Mentes, Fiery Confluence, Forca de Vontade, Veredito Supremo, Ravages of War, dentre outras. Infelizmente ele foi surpreendido por um Atrio de Pedras Preciosas que atrapalhou muito seu jogo contra a Titania do Vitor, fazendo-o perder vários turnos por conta dela. Quando vi a lista do Guilherme senti falta de Tezzeret, Agente de Nicol Bolas, Saheeli Rai e Dack Fayden, e acredito que ele também gostaria de ter tido, em vários momentos, esse Tezzeret que citei em sua mesa, a fim de ganhar vida e segurar um pouco mais o jogo. Quero ressaltar aqui a utilização de muitos mana rocks, que além de fixar mana e servir para serem sacrificados com a Breya, tem a intenção de salvá-lo de Orbe Hibernal e das suas destruições em massa de terrenos. O Guilherme, na minha opinião, fez um belíssima jornada na final do CLM, e espero ver sua Breya em muitos outros campeonatos.
 

Visitas

10587

Código Fórum

[deck=798680]
Main deck (98 cartas)

37 terrenos

21 criaturas

40 outras mágicas

Sideboard (15 cartas)

2 criaturas

  • Menor Preço

    R$ 1.200,00

  • Preço Médio

    R$ 8.571,92

  • Maior Preço

    R$ 19.479,05


 
O Vinícius escolheu uma lista de Tymna e Trásio bastante intimidadora, repleta de staples de outros formatos competitivos, como Confidente Sombrio, Voz da Ressurgencia, Espada de Fogo e Gelo e Hierarca Nobre, apostando em gerar card advantage e crescer rapidamente. Essa estratégia funcionou perfeitamente bem no primeiro match contra o Emílio, mas o Vinícius acabou morrendo para um Preco do Progresso, sendo que ele havia gastado, desnecessariamente, poucos turnos antes, um Aculeo da Forca. Meu elogio para o Vinícius vai para sua curva de mana muito baixa, permitindo-o fazer várias mágicas no mesmo turno, deixando-o sempre alguns passos a frente de seu oponente, que foi exatamente o que o levou ao top8. A única carta que, ao meu ver, ficou sobrando na lista, foi Nissa, Guardia dos Elementos, que poderia ser trocada, por exemplo, por uma Liliana do Veu, Tamiyo, Pesquisadora de Campo ou Narset Transcendente.
 

Visitas

10642

Código Fórum

[deck=798491]
Main deck (98 cartas)

38 terrenos

28 criaturas

32 outras mágicas

Sideboard (15 cartas)

2 criaturas

  • Menor Preço

    R$ 900,00

  • Preço Médio

    R$ 2.376,83

  • Maior Preço

    R$ 4.416,80

 

 
A outra lista de partners foi pilotada pelo Jorge, utilizando Tymna e Bruse Tarl. No MOL o formato tem sido quase que dominado por partners, e ter dois decks com essa mecânica no top8, só reafirma o quanto ter dois generais tem se mostrado uma estratégia forte. A lista foi intitulada pelo Jorge como aggro, pela estratégia de ganhar batendo todo turno com seus generais, mas eu vejo muitos resquícios de um control baseado em pillowfort, que aquela forma de controlar impedindo o oponente de fazer mágicas, dificultando o ataque, e coisas do tipo. Exemplos do que eu disse podem ser encontrados em Containment Priest, Abolidor-Mor, Remador da Grota das Mares, Mnemocensor Aviano, Revogador Phyrexiano, isso para citar apenas algumas cartas do deck. O deck é bacana, mas eu senti falta de algo que pudesse crescer ao longo do tempo, como uma Balista Ambulante, ou mesmo uma criatura robusta para segurar o late game, podendo ser um Tita de Sol​, ou mesmo Ascendente de Serra.
 
Sidisi, Undead Vizier - Commander
2018-02-03

Jogador

Lucas S Silva

Visitas

10520

Código Fórum

[deck=798568]

 
Essa Sidisi do Lucas é uma combeira nojenta! Desculpa, Lucas, mas nós dois sabemos que é verdade. A lista tem Servo do Pintor, Lodo Necrotico, Devorador Phyrexiano e Triturador, que formam dois combos clássicos da cor preta, e o resto é puro controle e perturbação mental. Conjurar a Sidisi te permite tutorar uma carta, que pode ser qualquer peça do seu combo, ou uma Emrakul, o Fim Prometido, caso você queira ter um pouco mais de estilo ao encerrar o jogo. O Lucas roda algumas cartas um tanto quanto inusitadas de card advantage para um 1v1, como Coercive Portal; e não utiliza algumas outras bem importantes, como Cofres da Cabala. Para mim foi novidade encontrar uma Sidisi monoB no top8, e por isso parabenizo ao Lucas por saber conduzir muito bem o deck, e pela lista que escolheu, apesar de algumas faltas, na minha opinião.
 

Jogador

Felipe Duarte

Visitas

9861

Código Fórum

[deck=797454]
Main deck (99 cartas)

37 terrenos

16 criaturas

46 outras mágicas

Sideboard (15 cartas)

1 criaturas

  • Menor Preço

    R$ 1.200,00

  • Preço Médio

    R$ 8.571,92

  • Maior Preço

    R$ 19.479,05


 
Leovold é um general que, ao meu ver, não pode ser permitido. Ele faz coisas demais, e custa mana de menos. Não é a toa que esse bicho tem aparecido no Legacy cada vez mais, e também não é novidade encontrá-lo no top8. A lista do Felipe é peculiar, pois ele utiliza algumas cartas muito difíceis de serem vistas no 1v1, como Garruk Implacavel, Jornada da Memoria, Amuleto Golgari e Condescender, e deixa de lado staples excelentes, como é o caso de Desmembrar, Sorte Inesperada (ou qualquer outro do tipo nesse deck),Cofre de Lim-Dul e Jace, Vryn's Prodigy. Ao meu ver, esse foi o principal motivo do Lucas não ter chegado às semi-finais, pois sua lista perdeu consistência ao enfrentar oponentes com listas melhores. Contudo, muito bacana a opção dele por criaturas com Esquadrinhar, é algo que eu não tinha visto em termos de Leovold, e interessante a escolha de Visoes do Soro ao invés de Optar (eu, particularmente, prefiro a segunda).
 

Jogador

Rick M Cortez

Visitas

10959

Código Fórum

[deck=796990]
Main deck (99 cartas)

35 terrenos

17 criaturas

47 outras mágicas

Sideboard (15 cartas)

1 criaturas

  • Menor Preço

    R$ 554,44

  • Preço Médio

    R$ 3.433,67

  • Maior Preço

    R$ 7.684,13

 

 
Para encerrar, vamos dar uma olhada na Anafenza do Rick. Ele, assim como eu, opta por utilizar o número perfeito de 35 terrenos em seu deck, que é a quantidade que eu gosto de rodar também. O deck é um reanimate, que tem opções bem fortes de criaturas para perturbar os oponentes: Elesh Norn, Cenobita-Mor, Iona, Escudo de Emeria, os Titãs e Terastodon, servem para machucar logo no começo do jogo, dependendo de como as cartas se encaixam. A grande quantidade de descartes pode servir como controle do jogo do oponente, e também pode jogar uma criatura no próprio cemitério para entrar em jogo depois. Além disso, a Anafenza comba com Elmo da Obediencia, e o Rick também roda o combo Mikaeus, o Maldito e Triscele. É uma lista legal, mas eu não entendi o Ugin nela, talvez seja uma forma de resetar o jogo quando as coisas estão saindo do controle; eu teria substituído algumas cartas por alguns tutores a mais, que parecem ter feito falta aqui.

 



E esse foi o top8 do 10º CLM, cremosos! Um meta bem balanceado, sem grandes problemas como comandantes, além do Edgar Markov e do Leovold, Emissary of Trest (que já estão na mira da mamãe Wizards), e coroando no Commander 1v1 várias staples de outros formatos, principalmente no quesito remoções: Empurrao Fatal, Comando de Kolaghan, Abrasao; e também reforçando a importância de algumas staples próprias do Commander, como Toxic Deluge, a recém-chegada Busca por Azcanta.
 
Espero que vocês tenham gostado da cobertura de Commander no CLM, ela foi feita com muita dedicação por um time sensacional. Lembrem-se de enviar suas sugestões para podermos melhorar sempre. E que comecem os preparativos para o 11º CLM!
 
Obrigado por ficarem comigo até aqui.


See ya!  

 

 

 

TAGS: 

Lucas dos Santos Loterio (VIP STAFF loterio)
Depois de um hiato de oito anos, voltou a jogar Magic em 2014, e foi conquistado pelo Commander. Esboça escritos desde a adolescência e decidiu unir suas paixões trabalhando como redator. Adora criar listas de decks que sabe que nunca vai montar, sua combinação de cores favorita é Orzhov, tem xodó por sua Kaalia e está sempre pronto para um Mesão do Amor.
Redes Sociais: Facebook, Instagram
LigaMagic App

ARTIGOS RELACIONADOS

Report Campeão do CLM Standard

Grande e burro, grande e campeão!


Na dúvida, eu ataco

Minhas escolhas para as Finais Modern e Standard do CLM.


São Paulo, Minneapolis, Orlando

Modern, Legacy e Standard na mira do competitivo.


Laboratório de Commander – Ep LXVI

Najeela, em Busca da Glória no Combate.


Sala de Comando - Battlebond

Satanices novas para o Commander mesão.





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

VIP STAFF loterio (27/02/2018 17:09:36)

Commander é só amor! :D

Talvez as experiências com cada deck sejam diferentes, e talvez também estejam surgindo respostas pra ambos os decks. De qualquer forma, continuaremos trazendo conteúdo 1v1

Todas as listas do CLM estão cadastradas na ligamagic :)

Opa, avise quando venha que vamos fazer um x1 ;D

Vc está certíssimo. Na ânsia de terminar acabei passando despercebido nisso haha

Ah, se fizer isso vão ficar extremamente fracos os partner. Acho que pode manter como está, eles estão bem justos, na minha opinião.

Titania joga muito mesmo. Crisol dos Mundos talvez seja um ban que equilibre ela.

Laio_10 (18/02/2018 19:13:31)

Parabéns pelo artigo Mister LigaMagic.... Tá de parabéns ;)

eronzalez (15/02/2018 22:38:52)

Se é pra banir alguma coisa, precisavam dar uma podada no monogreen. Titania joga demais, e enquanto os bans ficam focando em cantrip azul, o verde faz o que quer sem restrição alguma...

Sr_Balu (14/02/2018 13:48:42)

Não axo que o Edgar Markov mereça ban, só observar o meta do mol, só possui deck de controle vai tirar uns dos poucos deck agroo que bate de frente com os partners?

"Por falar em Partner a regra de custo adicional deveria mudar no caso deles e ser compartilhado. EX se matar o commander X o custo aumenta para o commander Y"

lordpaulol (14/02/2018 13:22:03)

Top o artigo, os decks tbm muito bons, só uma coisa o Serra Ascendant é banido para x1 no mol infelizmente, ele simplesmente faz um estrago.

BOROSCONTROL (14/02/2018 13:05:16)

Parabéns, só estou jogando commander x1 e amo muito!!! Mais artigos desse game!!!! Sou de Teresina e vou pra são paulo em abril, quem sabe podemos jogar? Meu principal deck é a parceria mardu. E muito diferente (melhor rsrs) dessa do top 8. Abraçossss

Pseudomonas (13/02/2018 12:53:54)

Opa...alguém sabe as litas da Kess, tô querendo montar um dela...

pvmplvnv (12/02/2018 22:14:07)

Obrigado pelo artigo! Espero participar do proximo circuito. A lista do MTGO tem alguns pontos discutiveis, mas no geral é uma boa lista - e ao contrario de vc não acho nem Markov nem Leovold extremamente desbalanceados - são sim duas cartas muito fortes que podem fechar jogos muito rapido com agressividade ou te lockando, mas não distorcem o metagame, possibilitando que outras estrategias também se saiam bem. No mais, tambem no aguardo mais textos sobre o formato! Abraço!

Lobotomia (12/02/2018 21:36:57)

Parabéns ótimo texto, estava sentindo falta de artigos sobre o commander x1.
Eu larguei o modern e estou jogando apenas X1 e estou gostando muito, principalmente os players que são mais gente boa ehehhehe.